Visitantes.

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Menina ...

Menina .. quero te dizer uma coisa hoje. Me escute bem, eu estou nervosa demais e minhas mãos estão tremendo, você pode ver? Pode sentir? Coloque a mão em meu coração, ele anda completamente acelerado e parece que vai pular de dentro do meu peito. E agora, segure a minha mão que vou te levar para ver o mar. Ele está em sua frente e a lua nos abençoando diante deste lindo céu estrelado. Agora eu posso te perguntar. Você ainda suspeita de algum sentimento que exista dentro de mim? Olhe em meus olhos, tente então perceber o quanto eles brilham ao te ver. Olhe em meus olhos diretamente e alcançe minha boca. Quando minhas respiração se misturar com a tua, vou parar e dizer umas palavras. Está me ouvindo bem? Vou dizer no pé do teu ouvido.
Menina ... De todas as letras que eu tento colocar no papel, é você quem me serve de inspiração. Todas as horas que eu deito e fexo os olhos, você me aparece e eu posso sentir você ao meu lado, mesm estando longe. Então eu posso te dizer que eu estou tão apaixonada por você que nem esta lua que brilha diante de nossas cabeças pode te dizer ou fazer você sentir. Só meus olhos e minha boca podem te fazer perceber o quanto cresce dentro de mim. E eu ainda preciso te dizer que minha vida agora já é tua, e que eu preciso de você para respirar, ja que você agora é todo o oxigênio que se lança sobre meu ar. Porque agora meu mundo é você e gira por você. E eu também preciso que você saiba que eu te amo como nunca amei ninguém.
Menina .. agora você pode enxugar minhas lágrimas e enxugar as tuas. Agora você pode dizer que acredita que eu preciso de você? Agora eu posso te beijar diante deste mar, sentada nesta areia que não cança de fazer cócegas em nossos pés, e diante do vento que bagunça noddos cabelos misturando nossos corpos em puro amor. E então menina, eu preciso que você diga que também me ama, porque eu te amo mais que a mim.

Eu te quero a todo momento.

Eu queria muito passar contigo todos os dias que minha vida pode proporcionar a mim, e a você. Eu queria poder te ver acordar e dormir ao teu lado para te dar um beijo de bom dia e um de boa noite, beijar a tua testa e te cobrir com meu amor. Eu queria muito te pegar em meu colo e te deixar cair em cima de mim, para então rirmos juntas e jurarmos amor sem fim. Te abraçar e te dizer que você é o que eu sempre sonhei. E a cada minuto que eu passo sem você, parece que a eternidade me consome, e eu só consigo enxergar você. E então me diga. O que você fez comigo menina? Me diz o porquê de eu pensar em teus olhos todas as noites e sentir a tua boca colada na minha só em fexar meu olhos? Eu estou completamente apaixonada pelos teus beijos, pelo teu corpo e por tua alma. Por tuas palavras, pelos teus olhos, pela tua boca e pelos teus gestos. Eu queria poder ter você ao meu lado para sempre, poder sentir tua mão na minha a cada passo em que meus pés conseguirem caminhar, e no fim da linha do meu caminho ter você , a quem eu possa sorrir, chorar e amar. A quem eu possa abraçar e levar para sonhar em um mundo que ninguém conseguiu achar. E agora eu te peço então, venha me amar. Eu estou completamente apaixonada por você, e quero te fazer sonhar.

Minha melhor escolha.

Dos maiores e melhores momentos que já passei neste plano, posso te dizer que você é uma das melhores pessoas que eu pude conhecer. Se eu olho em teus olhos agora, fico até amanhecer, porque eles me prendem em todo o teu ser. E a cada minuto que eu passo contigo, minha boca te chama e meus olhos se acalentam com teu olhar, e em teus braços eu quero poder sonhar,viver e te amar. Na tua boca eu encontro o meu refúgio, agarro minhas forças em você e consigo viajar, encontrar um munto completo que antes eu não podia encontrar. E então você apareceu para mim, e eu senti o sabor da emoção , de conquistar teu coração e de descobrir a paixão. Descobri então o sentido da saudade, e por mais que eu fique do teu lado, só de saber que vás embora ela toma conta de mim, e eu encontro uma solidão terrível que só você consegue cobrir com teu corpo. E tua carne libera as energias para que a minha possa caminhar, libera o calor que eu tenho para sonhar. E em teus olhos eu encontro meu lugar, encontro a paixão só contigo, e então me deixe sonhar. A cada noite mal dormida eu tento lhe alcançar, e te sinto tão longe que juro, me falta o ar. Mas eu te tenho para mim, e você é completamente minha, e em meu coração só existe você, minha menina. Quando eu ouser fexar meus olhos para tentar te esquecer, não se preocupe porque em meus sonhos sempre vai aparecer você. E como eu sou tua neste fim do dia, no começo da manhã e na calorosa tarde, eu te peço para que se agarre em meus braços e me abraçe forte, para que eu possa te esquentar com meu beijo, e te livrar deste imenso mundo que não quer nos deixar em paz.

Sonhe comigo.

E na escuridão eu a vi levantar, com os olhos brilhando de tanto tentar voar.
Na mente nada exige, apenas tente e retente alcançar
E eu estarei contigo sempre, te fazendo caminhar.
A vida é difícil, disso eu sei.
Mas não tenha medo de viver a vida que eu sonhei.
Nada é por acaso, eu insito que me ouça
Me dê a sua mão, e vamos ser as loucas
Te digo uma coisa, acredite em mim
Eu te amo com todas as minhas forças
De hoje em diante, e até o fim.

Fundo do poço (RED)

O fim do caminho estava diante de meus olhos e eu tentava apenas perceber o sol que se lançava diante de mim naquele triste dia . As águas que tocavam meus pés irradiavam os sons vindo dos altos picos das montanhas. Eu me vi perdido. Um belo horizonte se formando, e meus passos ficando para trás, se misturando com a morte, com o sinuoso contorno das margens do rio. Estou um pouco perdido.
No mais súbito susto me vi acordando, meu corpo então encontrara os restos das águas dos rios que acariciavam meu corpo, e que na verdade eram apenas lágrimas. A noite me tomou pela mão, caí no meu abismo e o resto de antemão. Escrevi cada verso em meu caderno para lembrar daquele sonho, e dentro de mim me vi escurecendo a ponto. Encontrei grande parte de mim naquele rineirão, e os peixes pulando mostrando que a vida existe e se propaga sem opção.
No acordar do sonho me vi ainda mais perdida, como um caco de vidro cortei minha vida. Nos soluços reencontrei o arfar dos ventos, e me levaram para longe me fazendo caminhar. Mas areias molhadas que me faziam cócegas, eu me vi novamente diante do mar. E o vento ventando me levou embora daquele lugar, eu tentei adormecer novamente e tentar sonhar. Encontrei então o fim do caminho ao qual eu tanto estava a procurar. E no fundo do poço eu deixei minha vida desabar.

sábado, 29 de maio de 2010

Eu e você.

Eu estava ali tão perto de você que consegui sentir a tua respiração fixa ao se encontrar com a minha. Minhas mãos trêmulas e suadas encontraram a tua e pude sentir a conexão que minha alma fazia com a tua. Estava completamente escuro e eu só enchergava a luz dos teus olhos. A música que tocava irrigava nossos ouvidos e minha mente flutuava querendo parar o tempo no instante em que me abraçara. Era calma e intensa, assim como a lua que beijava nossos olhos diante do céu estrelado. Assim com o fogo que nossos olhos emanavam e queimavam nossa pele de pura paixão.Ao olhar em teus olhos tão cintilantes e tão perfeitos, encontrei o teu sorriso com meus lábios, e então o mundo parou de rodar e eu estremeci. O meu céu e meu inferno já não existem mais. Eu vejo as nuvens em teus olhos e encontro o paraíso. Eu sinto o ardente calor da tua paixão e me sinto completamente aquecida. As flores que entreguei em tuas mãos fizeram com que seu perfume se misturasse com o teu, e assim fiquei completamente entorpecida de desejo, amor e paixão. A lua conseguiu despertar em mim próprios desejos surreais que só consigo sentir contigo, sempre contigo. Percebi teu corpo se colando ao meu, meus lábios encaixando os espaços vazios que agora me pertencem,e que fazem parte de grande parte dentro de mim, toda parte em mim. Porque agora não existe mais eu. Agora existe eu e você. Porque agora não existe mais céu. Agora existe a lua e o brilho dos teus olhos. E agora não existe mais vazio. Existe você.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

A lua.


Meus olhos encontraram a janela, e o frio acorbetou completamente meu corpo. Encontrei a lua, tão brilhante e tão chamativa que até o mais leigo em sentimentos acreditaria que estava ali para beijar o véu da noite e despir as sombras que percorriam o corpo dos amantes. Lembrei-me dos seus olhos. Tão calmos e tão claros, assim como a luz da lua que parecia se formar atrás das montanhas absortas pela neblina, cansados pelo terror do passar das horas que não terminam ou cessam. Eu me vi diante da lua, e ela estava tão perto que meus olhos arderam e se misturaram com seu forte vínculo com a terra, com o mundo .. o meu mundo. Senti - a me puxar pelo contorno da janela, como se houvessem braços que me agarrasem e me levassem ao interior de sua alma. Senti - a lançando ao vento partes de mim que consegui perceber só olhando seu contorno, percebendo cada parte de sua imensa extensão, que parecera tão pequena e tão frágil. Mais que no fundo é tão grande capaz de engolir minha vida, minhas esperanças e verdades. Senti - a sua vastidão, suas grades capazes de prender minha alma e meus olhos penetrantes , vazios e mortos. O quão pode ser tão interessante a lua capaz de prender completamente a minha vida? Posso compará la a você, que ultimamente tem despertado o brilho de um pedaço que existe dentro de mim que eu ainda não havia notado. Senti meu corpo sendo puxado para baixo, como se a força que existisse dentro de mim cessase com a luz que havia se formando diante de meu olhar. E eu me vi em teus braços, quando acordei do sonho onde a bela imagem da lua penetrava em minha carne, e então olhei para a janela novamente e a vi escondida na neblina que tirava seu brilho e não o deixava chegar a mim.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

E eu me perdi de novo dentro de mim.

E ali estava eu. Firme e ao mesmo tempo tombando em minhas próprias verdades. Me deparei com a escuridão das altas montanhas que estabelecem o que seja certou ou errado. Deixei o vento bagunçar meus cabelos e deter grande parte de minhas lágrimas que consequentemente caíam ao chão , correndo e alcançando os rios que sinuosamente percorriam meu olhar. Diante de mim aparecera figuras tenebrosas que invadiam minha mente, percorriam meu sangue e paralisavam meus sentidos. A águas pintadas de vermelho desbotado inquietava se ao silêncio que havia se formado diante de minhas ilusões. Os lineares contornos dos rios que alcançavam meus pés predestinaram o aparecimento dos fantasmas diante de minha carne que se despedaçara a cada segundo que passava e caía ao chão. Os gritos se misturavam com as risadas vindas de dentro da mata verde e da montanha gigantesca que começara engolir minhas verdades, ou minhas mentiras. Logo eu, que sempre estive diante de minhas próprias decisões e de meus próprios sonhos, me peguei perdida dentro de mim, dentro de um pedaço de mim. Havia se tornado uma busca imprevisível pela liberdade que tentava se formar dentro de minha alma. O rio ainda despencara diante de meus olhos, brotando as trevas da corrente que talvez conseguisse me levar. E a inquietação de meus olhos ao sentirem o pavor que era lançado ao vento, acabaram por definitivamente levando minhas lágrimas embora. E secou diante do vento que pairava sobre minha face. Era impossível achar meu lugar diante de tanta inquietação do meu próprio ser, porque eu não sei o que existe dentro de mim, ou talvez saiba e não consiga mostrar. Por isto, escrevo. Escrevo para sentir o despir das águas que tocam meus pés, e dos orvalhos camuflados na floresta que começara a engolir meus passos .

Tuas palavras de amor.

Meus ouvidos, ouviram as palavras que queriam ao sentir teus lábios colados em mim. Minha pele quente se misturou com o dilema de nem ao menos saber os sentidos que passavam em minha mente, e em meu coração. Meu sangue pulsava mais forte, bombeando cada parte dentro de mim como se quizesse explodir e pôr para fora tudo o que estava sentindo .. sentindo por você. Minhas mãos encontraram as tuas e se encaixaram, formando um nó apertado que nunca mais vai se cortar. Tuas palavras vagaram diante de meus olhos, e meu corpo sentiu o calor que o seu insistiu em passar. Meus lábios pediam por teu beijo e meu coração pede por você. As flores despiram cada parte de sua inocência, e eu senti a brisa do mar vindo das montanhas, assim que ouvi tuas palavras de amor. E eu voei. Voei tão alto que alcançei grande parte do céu .. do seu céu. Conquistei o brilho das minhas estrelas para então colocá las em teus olhos que hoje ofuscam todo o brilho que existem nesse mundo, todo o brilho que fora colocado em teu olhar, em teu sorriso, em tua carne. Naquela tarde, sentadas ouvindo apenas tua respiração, eu permaneci inerte aos meus sentidos que cada vez mais se desesperam se não te achar. E meu mundo te achando, achou o sentido e então eu consegui enfim me achar.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Ultimamente.

Nem as palavras mais belas se tornam o suficiente para conseguir alcançar você. Nem as nuvens mais brancas e a lua mais intensa pode apagar o efeito que teus olhos fazem em mim. Nem o pôr-do-sol mais radiante pode absorver o brilho que meus olhos mostram ao te ver. Nem as belas flores perfumadas da minha alma podem te mostrar o que és, o quanto és. Ultimamente minhas mãos trêmulas tentam alcançar você, minhas pernas bambas tentam te procurar, e minha pele quente te sentir. Ultimamente minhas verdades estão em você, minhas mentiras não existem mais e meus desejos se tornaram os teus. Ultimanente, meu coração bate mais acelerado, minhas respiração misturada com a tua absorve até a minha força, e minha força está sustentada em você. Porque agora você é a terceira perna que me mantêm firme, que faz com que minhas lágrimas caiam apenas de felicidade por ter o teu sorriso preso ao meu. Porque agora,eu me mantenho aos teus pés, e meu mundo já é teu, assim como roubou meu coração e prendeu em você. Porque agora eu pertenço a tudo ligado ao teus olhos, e ao teu sorriso, ao teu corpo e aos teus sentidos, a tua vida e a tua alma. Hoje eu me vi pensando em você. Hoje eu senti o teu beijo quando deitei e percebi que minha boca virou uma incontrolável menina a procura dos teus lábios. E teus lábios agora, se transformaram em um caminho insassiável que eu preciso caminhar.Um caminho que eu preciso para sorrir.

terça-feira, 25 de maio de 2010

E eu me vi perdida, novamente.

Fechei os olhos esta noite para que talvez eu pudesse perceber a escuridão ao longe de minha carne que desmorona ao chão. Olhei ao espelho dentro de mim e só consegui permitir que minha alma se transformasse em pedaços inertes do meu ser. Ah solidão. Eu preciso tanto de você. Agora só existe nós duas e o mundo paralisado diante de meus olhos. A lua já não brilha, e o vento leva os pedaços de mim para longe da terra dos homens. E então eu parei de sorrir. Mas eu parei de sorrir pelo simples fato de não conseguir agüentar a pressão de ter que sorrir todos os dias. Talvez não tenham percebido, mas não há como sorrir todos os dias, não há como fazer com que meus olhos transmitem algo que é completamente irreal. Eu queria poder fazer com que olhasse dentro do meu olhar, queria poder fazer com que meu coração parasse de bater pelo menos um momento e assim, talvez percebessem o quanto dói, o quanto tudo não passa de mentira. Eu sou uma mentira. Talvez se minhas lágrimas pudessem cair e disfarçar o sorriso que não nasce, notasse. Mas eu gosto do silêncio que se forma diante de mim, eu gosto de poder ter a simples companhia de mim mesmo, da minha própria solidão. Não sei porque as vezes dá tanto medo. Eu sei que existe apenas eu e ela, encontrando o vazio transparente diante de minha alma. Eu conheci a morte de perto. A morte da minha solidão que as poucos foi me deixando, mas que com o grito de desespero voltou a tomar conta de mim. Acredito que algum dia eu possa conseguir passar a verdade, para você, e para mim. Há coisas dentro de mim que quando eu descobrir posso deixar transparecer. Não há mais lua, não há mais céu nem terra, restou eu, e eu. Restou os gritos apavorados que contornaram as montanhas inertes e escuras que detêm meu olhar. Pois a correnteza bateu nas pedras da minha solidão, deixando a ilusão, apenas a ilusão por esta madrugada. Eu peço a mim mesma para que tenha coragem de tentar ser, ou apenas ser. Talvez eu consiga passar pelo mar tenebroso que arranca meus suspiros, e pelo vento gelado que mata minha carne, e despedaça minhas verdades que são jogadas ao horizonte da minha vida.

O telefone tocou e era você.

Quando o telefone tocou aquela noite, consegui sentir o vibrar de meu coração junto ao toque que penetrou minha pele. Quando consegui ouvir a tua voz após encontrar o pequeno aparelho que me acordara de um sono profundo, ou quem sabe de um pesadelo. Lembrei daquele dia ao sentir tua voz penetrando em meus ouvidos. Lembrei do dia em que seu adeus esteve tão próximo a ponto de fazer meu mundo parar de rodar. Simplismente. Eu havia caído em uma morte tão profunda que meus olhos não conseguiam enxergar a neblina que começara a se formar diante de mim. A chuva tocou a janela e pus metade de minha cabeça para fora, encontrando o gélido ar que tocou então meu rosto, acariciando minha pele e arrepiando minha espinha. Meus olhares vazios encontraram a escuridão tão longe e tão perto, que ao fecha- lós percebi a dor que é não te ter aqui junto a mim. O telefone despertou as emoções guardadas no mais fundo da minha alma, algo que ainda não podia ser transmitido nem a você, nem a mim. Meu mundo sempre foi teu, minha vida sempre pertenceu a você. Como você consegue deitar a noite e perceber que há uma vida precisando da tua? Eu encontrei o vazio, encontrei o sussurrar da dor do meu peito pedindo para que voltes. E então, ao ouvir a tua voz , desliguei o telefone. Você se foi. Você se foi para sempre. Caí em um sono profundo, um sono no qual nunca mais acordara. Um sonho em que havia apenas eu e você de mãos dadas para o sempre.

Me desculpe .

Desculpa. Desculpa novamente por tudo o que eu sou e por tudo o que eu não sou, o que eu passei a ser. Anda apertado e imediatamente eu choro pensando no quanto eu te faço sofrer. Ando fazendo tanta gente sofrer, e me perdoa se eu te machuquei assim. Desculpa, de verdade. Pode ser que um dia eu venha a me deparar com o mesmo sofrimento que eu te causo, poder ser que seja mais forte, pode ser que eu precise passar por algo realmente terrível para que minha vida sofra o bastante para aguentar tudo o que ando fazendo, sem querer fazer. Minhas noites, eu lhe juro que não são mais as mesmas e meu travesseiro anda irrigado com minhas lágrimas. Me perdoa, do fundo do meu coração. Sempre acontece isso, e eu não queria que acontecesse. Se eu pudesse escolher, tinha me irradicado da tua vida e não teria a encontrado e dito que a amo, porque hoje eu faço você sofrer de uma maneira cruel, que infelizmente aconteceu e eu não queria que acontecesse. Minhas madrugadas, eu lhe juro, são completamente diferentes, e eu me odeio tanto a ponto de saber que o que eu fiz e o que eu sempre faço é errado. Mas é involuntário, e eu não queria te fazer sofrer, não queria mesmo. Talvez um dia você se lembre de mim como alguém que ficou e te proporcionou momentos felizes que você nunca irá esquecer. Talvez meu destino seja ficar sozinha, pode ser. Talvez eu não tenha nascido para ser feliz, quem sabe meus momentos de felicidade durem pouco tempo, e eu não consiga prolongar. Eu lhe juro, estou completamente insatisfeita com tudo isso, porque a culpa sempre é minha e eu tenho plena coinciência disso, e eu? eu me odeio por tudo o que anda acontecendo, não só com você. Eu te tirei de um abismo e a fiz entrar em outro. Que grande pessoa eu sou não é? Eu te peço desculpa, do fundo do meu coração. Quero que olhe em meus olhos e veja que meu coração anda quebrado por ter te machucado, mas infelizmente não dá mais, não dá. Me desculpa por te matar.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

...



Enquanto eu ouser em dizer que a amo, farei de minhas palavras tão sinceras a ponto de quebrar o silêncio que meu olhar passa ao penetrar no teu. Você anda irrigando o jardim do meu coração. E eu então senti o calor dos raios solares beijando as ondas do mar , apenas olhando em teus olhos.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Naquela tarde (...)

Naquela tarde em que meu rosto estava colado ao teu e a minha pálida respiração alcançava teus ouvidos, eu disse que te amo. Naquela tarde onde no escuro meus olhos puderam enxergar mais de perto os teus, e minha boca sentir o doce sabor da tua. Foi naquela tarde que meu corpo arrepiou com as tuas palavras e estremeci completamente com o teu beijo. Senti tua boca perto de meus ouvidos dizendo teu segredo, revelando o que os teus olhos ainda não haviam revelado e tua boca se quer comentado. Mas naquela tarde ao nos depararmos com a escuridão, nos deparamos com a luz brilhante dos nossos olhos que se misturaram ao sentir o sabor do amor. Foi naquela tarde onde minha mão encontrou a tua e meus dedos enlaçaram os teus como o véu da noite enlaça a lua. Como o arpoar do vento ao redor das montanhas verdes e inclinadas , misturamos nossos corpos em forma de ousadia. Como uma gaze de veludo, meu amor por você ousou em revelar meu segredo e assim, saber o teu. Eu cuidarei do teu segredo e o guardarei debaixo de sete chaves em meu coração. Guardarei com a pureza da paixão que irradia e irriga as melhores partes que se formaram dentro de mim. Trancarei – o , assim como as grades do meu coração trancou você no mais profundo de minha alma. Naquela tarde em que os nossos ouvidos puderam conhecer a verdade intensa que persistia em nossos olhos, descobrimos que nossa ligação é fortificada com apenas um sorriso ou apenas um abraço. Naquela tarde em que a tarde se transformou em noite, ao deixar que você fosse meu coração disparou de saudade em apenas ver seus passos indo de forma contrária ao meu, como se houvessem apenas dois caminhos distintos separando você de mim. Mas foi naquela tarde que eu percebi que não existe caminho diferente entre nossos segredos, pois talvez sejam os mesmos. Percebi que minha alma encontrou o que precisava na tua, e que meus olhos contornaram a volúpia da tua carne. Senti a última folha da ilusão cair e dar espaço ao conto das andorinhas azuis e dos pássaros coloridos, que antes só podiam aparecer escondido atrás da moita da dor que perdurava dentro de mim. E então foi naquela tare que pulei a montanha escura das trevas e encontrei o teu rosto, agarrado ao meu, dizendo o teu segredo, denunciando o que teus olhos escondiam com a incógnita do medo de não ser.

Volte solidão!

Volte solidão. Eu preciso dos teus beijos e da tua magnífica vontade em despertar a morte da minha alma todos os esperados dias ao anoitecer. Peço que volte. Eu preciso que carregue em mim a esperança do amanhã ser diferente dentro de mim. Volte para mim solidão. Apenas eu e você dançaremos de mãos dadas debaixo da luz do luar. Apenas eu e você sentaremos em meio a doutrina do amanhecer solitário, tenebroso,ameaçador. Eu preciso que lidere minha mente em apenas mais alguns momentos para que eu possa me achar dentro de mim e entender o que minha razão e meu coração precisa. Volte para mim solidão. Eu preciso que chores junto comigo e ria de mim. Eu preciso rir de mim e sentar ao teu lado esta madrugada. Preciso que me proteja da medonha treva que se forma lá fora, onde eu não consigo chegar.Preciso que tire meu medo da companhia irreal de que não existe, pois preciso de você. Solidão. Contigo posso enxergar lugares irreais dentro de mim, onde eu possa encontrar a magnitude de minha própria alma, enfim desesperada clamando por você. Volte para mim solidão. Eu preciso de você.

Discretamente

As pérolas da escuridão enlaçaram meus olhos com estrema lucidez.
Quando a bruma das ondas do mar alcançaram minhas vestes diante do luar
O beijo das brilhantes pérolas da lua com as ondas do mar tomaram minha mão.
Então eu encontrei meu corpo deitado nos pequenos pedaços cristalinos de areia brilhante
Irrigados com o irrigar das luzes que as estrelas me confidenciavam
Chorei apertado e discretamente.
O vento acariciou e despenteou meus cabelos inertes ao gelado frio que me consumira
Apalpou meu rosto e minhas lágrimas até caírem e formarem pedaços cristalizados da minha alma
Sorri para a lua. Discretamente.
Meus olhos vagaram na tenebrosa escuridão da natureza
Encontraram as vestes da minha carne silenciada ao encontrar a morte.
Meu corpo se deparou com o teatro da ilusão
Desconcentrou a memória que havia lhe puxado ao fundo do abismo
Achei o horizonte ao achar minha própria carne despedaçada e caída sobre a lua
Reconheci a montanha. E gritei. Discretamente
Os ventos ecoaram meu desespero
Transmitiram meus medos, até as ondas me puxarem
A lua tornou a beijar suas águas, e a dor menos intensa
Fechei meus olhos descontrolados e vazios
E então,encontrei a morte. Discretamente.

Eu direi que a amo.

Quando as árvores despirem suas folhas. Quando o sol amanhecer em meu rosto acariciando minha face e seus raios beijaram as ondas do mar e enlaçaram a areia como pedras e brilhantes amuletos. Quando meus olhos vazios encontrarem o azul brilhante do céu e o algodão das nuvens. Direi que a amo. Quando meus pesadelos intermináveis morrerem dentro da escuridão dos meus olhos. Quando o sussurrar do vento elevar seus gemidos em torno das montanhas esverdiadas e as famosas brumas deste terrível mar alcançar as atmosferas da minha solidão. Direi que a amo. Quando o nevoeiro interromper meus pensamentos exagerados e absortos da minha alma. Quando minha face colar com a face do vento e acariciar as escuras curvas dos caminhos em minha frente. Quando a metade de mim estiver alegremente preparada para sucumbir a alegria de olhar na janela naquela manhã. Eu direi que a amo. Quando eu não presenciar o medo de dizer que te amo. Eu direi que a amo.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Estou só comigo e com o mundo.

Meus olhos procuraram a solidão ao enxergar o céu brilhante sobre a luz das estrelas e a magnitude da lua. Decidi respirar para que minha face deixasse de transbordar a fraqueza da minha alma. Sabe, a solidão transborda dentro de mim e assim, consigo viajar em plenos momentos que podem ser impossíveis de se achar. Eu acho a mim mesma. Transbordei minha pureza pelos vales dos rios e pelas planícies de minha emoção. Percebi o orvalho penetrando em minha alma e a luz puxando meus olhos. O doce sabor da solidão misturado com a amargura da ilusão, penetrando em minha carne, me deixando a compaixão, a paixão, a irresistível ameaça de se sentir só. Eu estou só comigo e com o mundo. Eu ainda não consegui me achar. Nos altos morros da minha lucidez percebo a marca da escuridão que se fecha a cada passo que ouso em caminhar. Vou aprender a deixar minha alma a levitar e meus olhos encontrarem o começo do precipício que começa dentro de mim. Se eu souber dizer quem eu realmente sou, estarei mentindo. Mentindo a você e a mim, pois jamais conseguirei desvendar o que eu sou ou o que eu serei. Talvez meus sonhos me guiem e consigam trazer meu mundo inusitado a vida, ou ao papel. Eu escrevo , mas sinto minha alma cortada , e se não fosse a grandeza do inevitável, se não fosse a minha ousadia em fechar os olhos e desvendar meu mundo imaginário, eu seria apenas mais uma para mim mesma. Eu não quero ser mais uma para mim mesma. Eu preciso do sofrimento,preciso da solidão e preciso do calor que meus olhos passam ao meu reflexo. Eu preciso morrer todos os dias e levantar. Não se engane se meu sorriso for sincero. Ele é sincero, apenas não é ao espelho da minha alma, então olhe no fundo dos meus olhos, tenho certeza de que lá poderá entender mais do que eu quem eu devo ser de verdade.

Quando o vento levar a minha vida e meus gemidos.

Quando as estrelas tomarem conta do meu céu esta noite, vou chorar. Vou chorar meu choro manso e gritar baixinho para que ninguém ouça. Eu me recolherei com meu papel e minha caneta, e as montanhas farão eco em minha voz úmida e cansada. A silhueta dos meus pensamentos desenharão as medos que ecoam dentro de minha alma. É forte. Recostarei minha face na pálida estrutura do vento. Esperarei minhas mãos trêmulas desenharem e contornarem o estranho da noite, o aveludado véu da escuridão. Nos silenciosos gemidos que eclodirão nas iluminadas cadeias e espaços mortíferos que evidenciam cada pedaço da minha carne. Eu então me vi só , como se apenas existisse minha pele e meus gemidos, minhas dolorosas opiniões e é claro, minha solidão. Quando a última folha seca do orvalho cair poderei perceber minha vida caminhando com minha morte. Quando o grito percorrer meu interior e meus olhos enxergarem a sujeira que o vento leva, poderei perceber minhas mãos firmes penetrando na noite, debaixo da luz estonteante da lua. Perceberei minhas lágrimas entusiadamente fugaz, e ao ouvir os berros dos lobos da montanha, permitirei meu corpo descansar na terra que a qualquer momento pode engolir minha verdades, meu sofrimento e minha melancolia. O que seria de mim se não houvesse o vento para bagunçar minha eternidade e lançar ao mundo os soluços de lamento que se perderiam em meu túmulo e no percurso do meu útimo suspiro. Sento e observo o meu próprio destino, para que eu possa então vivenciar a escuridão da medonha treva. E então colocar em um papel a aflição de viver e presenciar a morte dos meus olhos, da minha alma e da minha carne.
Bruna Mendes (20/05/10)

Naquele lindo dia ...

Naquele lindo dia em que segurei sua mão e deixei a luz encobrir nossos rostos , percebi que minha vida pertence a você. Quando abri a janela dos meus olhos percebi que só existe vida se tiver os teus, permitindo que meu corpo ande, chore e grite. Naquele lindo domingo enquanto acordava contigo ao meu lado, percebi que meu mundo anda entrelaçado com o teu mundo da mesma maneira que meus dedos encaixam nos teus. Meu coração pode ser que tente se desvencilhar do teu, mas eu lhe juro que quando eu tento ele apenas se apaixona mais, e meus caminhos retos passam a se transformar em tortos e monstruosos com o medo de te perder. Eu preciso respirar o mesmo ar que o teu, preciso estar contigo em todas as horazs do teu dia, preciso te fazer minha para sempre e te trazer ao meu mundo sempre que eu puder. Não posso mais esconder, eu preciso ficar contigo. Naquele lindo dia em que vi você ao meu lado , percebi que eu te amo e que todas as portas que ousarem se abrir em meu caminho só vai fazer sentido se entrares comigo. Então, eu posso te dizer do fundo do meu coração que eu te amo, e sou apenas uma menina ao teu lado. Sou uma menina que ao achar ser mulher foi consumida pelo amor, novamente. De novo.

Se liberte!

Tentei conquistar minha liberdade, mas você ainda não percebeu. Encontrei a solidão em toda parte do meu caminho. Nas tempestades que meu corpo travou e nas batalhas da minha mente com meu eu. Qual é então o meu eu? Vou então libertar minha alma pelo menos por esta noite, encontrar as rotas do meu destino e seguir transformando meu medo em curvas imprevisíveis que até posso encontrar. Atravessar os atritos que minha mente traça com minhas emoções, conquistar a liberdade do meu olhar. Meus sonhos se transformaram em espetáculos do teatro da minha mente e percebo a inusitada ousadia que minha emoção é capaz de enfrentar. Sinto o sol naquela bela manhã, transformando minhas realidades em prazeres inusitados, descontrolados e firmes. Por hoje vou concretizar as inconcretas metades de mim que se perderam no medo do novo, no medo da ousadia e no medo do ser. Você já teve medo? Quero então dar-lhe um conselho. Se liberte de novo,sinta a tua alma voar e alcançar tempos e lugares imagináveis. Permita-se olhar no espelho e quebrar o reflexo medonho da dor que pode ser que dê asas ao seu sorriso.Ouse em fazer, errar e acertar. Criar.Permita o medo da solidão te deixar. Tenha um romance com ela e garanto que em pelo menos alguns segundos poderá olhar dentro de si e ver que você está no palco da sua vida, no papel mais importante das suas emoções.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Chega de saudade.

Chega de saudade. Eu preciso te ter a toda hora e a todo momento, a todo instante e a cada segundo. Chega de saudade. Eu vou te ter para mim, pois vou te prender em meus braços e deixar meu amor te esquentar e te prender dentro do meu coração. Vou sussurrar em teu ouvido, te livrar da solidão. Vou conquistar teus beijos, te tirar da ilusão. Eu preciso te tocar todos os dias, gritar que és minha. Então chega de saudade. Vou revolucinar meu interior, teu mundo, meu mundo, nosso mundo. Vou acabar com a distância e te trazer para perto de mim. Girar o mundo, contornar o papel, rabiscar com o lápis e vou te dar um anel. Chega de saudade. Quero viver a vida inteira contigo. Te desejar e te ter, te conquistar e te proteger. Chega de saudade! Hoje eu vou ter você e você vai me ter. Chega de saudade! Pois meus olhos vão achar todo dia o fogo dos teus.

Ela era uma menina. Ela era uma mulher.

Ela era uma menina. Vivia na mais medonha escuridão das trevas. Não sabia o que era o amor, ou talvez sabia. Talvez sabia tanto que por tê lo perdido deixou de saber o que era, ou o quanto era. Ela era uma menina. Mais tarde tornara- se uma mulher. Uma mulher sem amor, sem paixão. Uma mulher fria, covarde, insegura e sem opinião. Tudo para ela, era besteira, tudo era questão de fraqueza. Mas ela era forte, ou talvez achasse que fosse forte. Até que um dia encontrou um alguém. Esse alguém continha amor, ódio, paixão e sentimentos que haviam desaparecido dentro da mulher. Ela achou uma outra mulher. Era estranho achar uma mulher que completasse outra da forma como as duas se completavam e então pela primeira vez haviam lágrimas de felicidade e de dor caindo pela face daquela mulher fria e aparentemente forte. O que o amor não consegue mudar? Porque precisa haver preconceito se todo o tipo de amor pode ser válido? Ela acreditou no amor, e eu acreditei nela. Eu via lágrimas em seu rosto e acreditei que podia amar também. Vi além da matéria, e vi além de seus olhos brilhantes e perfeitos. Percebi que o vazio gritava dentro de mim para sair, e entrar então a segurança de ter um amor completo, livre de preconceito, livre de opiniões e críticas.

Eu preciso te contar.

Eu preciso confidenciar meu segredo a você. Preciso te dizer que hoje estou completamente alucinada e transbordando de suspiros . Preciso te contar que minha mente anda desmoronando quando percebe seus olhos brilhantes se distanciando a cada passo que insiste em dar. Eu preciso confidenciar meus planos a você. Preciso te ter agora, te ter amanhã e te ter para sempre. Preciso caminhar contigo, beijar teus lábios, olhar em teus olhos. Preciso enfrentar meus monstros ao teu lado, te conquistar todos os dias, e completar a tua alma com a minha. Preciso te confidenciar minhas palavras. Preciso te dizer que a amo, preciso te proteger do mundo, preciso te acolher em meus braços, preciso te livrar do preconceito que nos separa. Preciso te mostrar meus medos . Preciso te abraçar, preciso espantar meus medos, preciso acabar com a sua dor, preciso te livrar da escuridão. Eu preciso te contar que preciso de você.

Deixe eu te fazer minha?

Deixe que teus beijos se tornem meus pelo menos esta noite
Deixe que teu corpo seja meu durante a madrugada
Deixe que meu coração se irradie e transborde
Deixe que tua alma se torne minha

Eu quero poder ficar contigo para sempre
Meu coração acelerado te chama
Te grita, te clama, te deseja
Te quer além da cama

Vou deixar a porta do meu coração aberta
Deixar meus olhos queimando de amor por ti
Te achar de uma maneira que ninguém te encontrará
Te procurar dentro de mim.

Tento te procurar em outro alguém mas não encontro
Não consigo me esconder e não te achar
Caminhar tanto para te encontrar
Hoje então te peço para ficar

Escrevi tanto para te alucinar
Reescrevi canções para te chamar
Hoje eu sei que preciso te ter
Te amar, te beijar, te conquistar

Só quero hoje te achar
Só quero te ter em mim
Preciso te dar a mão e viajar
Preciso te jurar amor sem fim.

Eu sou tua.

Volto a acreditar no que realmente importa neste mundo para mim, então se eu te disser que este mundo só importa para mim se eu tiver você nele. Amor, eu ando completamente atordoada pensando em teu sorriso e em teu olhar que esqueci completamente de mim. Me deixei perdida entre as florestas aguniantes que florescem cada vez mais dentro de meus sentidos. Tua boca aparece em meus pensamentos e me desespera a falta que sinto de senti- la junto a minha. Antes de te dizer que meu caminho só funcionada se tiveres nele, preciso admirar um pouco os teus olhos e te dizer que meu amor anda infinitamente grande. Preciso te sentir minha por mais uma vez e tocar a tua pele. Preciso sentir teu corpo colado ao meu e tua respiração longiqua mais próxima da minha. Antes de perder você quero que você me dê um beijo apaixonado, porque hoje o que eu mais preciso é ter você por perto, mesmo que seja apenas por um segundo. E se meu coração anda acelerado por você é porque roubastes completamente a parte de mim que andava vazia e completamente sozinha. Quero te fazer companhia por esta noite ou pelo resto da tua vida. Não posso te perder nunca, então me abraçe agora e deixe o infinito morrer atrás de nós, deixe o mundo se perder entre os caminhos irreais que aparecem diante de nosso ser. Ando vendo o destino querer te tirar de mim, mas eu prometo nunca deixar o vento te levar , eu prometo nunca deixar as estrelas brilaharem mais que o brilho dos teus olhos, e o sol me esquentar mais do que o calor do teu corpo. Porque hoje, meu mundo é teu e eu espero que o teu mundo seja meu. Porque ontem eu não acreditava no amor, e hoje eu acredito em você.

(...)



Hoje eu ando um pouco sensível demais. Talvez seja por causa de você. Olhe em meus olhos e deixe que eles me mostrem o calor da tua alma ao entrar em contato com a minha. Deixe meus lábios encaixarem nos teus e talvez eu consiga te mostrar o quanto meu corpo precisa se calar com teu desejo. Eu estou sensível demais hoje, talvez seja porque me peguei olhando no espelho e apenas enchergando teu reflexo e o teu sorriso.

Minha Liberdade (...)

Ando com uma imensa vontade de voar. Desde pequena e desde que posso dizer que me entendo por gente, a liberdade me consumiu tanto que a janela já não era um obstáculo em minha vida. Decidi pular. Por sorte não era tão alto e o sopro daquele vento salvou minha vida da Liberdade. Seria mesmo sorte ser salva da liberdade? Entre mim e mim mesma, entre minha vida e minha morte posso dizer que a liberdade sempre esteve entre essas duas coisas , e como eu queria poder dizer que tenho completa sensibilidade e completo entusiasmo em dizer que tenho liberdade. Tenho um pouco, o que não deixa de ser algo insubstituível. Pode ser que se o vento conseguir carregar meu corpo material daqui, eu suma por algum tempo e apareça com meu coração puro e limpo, com minha alma leve e meus olhos claros em poder ter vivido com a morte. Pedi então para que as estrelas ofuscassem seu brilho pelo menos na noite áspera que confunde meu sono e leva minha nobreza embora. A dor do silêncio na qual meu coração pulsava descontroladamente dentro de meu peito obscuro e irradiante sobre a lua. Em mim eu deixarei que sempre viva o desejo da liberdade e a vivência da minha própria morte, na qual acontece todos os dias. Já pudê notar que meus olhos cobertos de lágrimas vermelhas aterrizam boa parte do meu sono e e deixam a mágoa do fracasso em não conseguir voar novamente. Mas eu vou tentar voar, preciso de asas que possam me ajudar a pular e pés que me ajudem a levitar, quem sabe então minha alma mortificada me leve a luz ofuscante da lua que penetra quase sempre em minha janela.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Vou te amar para sempre.

Tampei minha respiração para ver se conseguiria esquecer você por algum momento, percebi então que nem se eu parar de respirar vou conseguir parar de pensar em você. Nem que meu corpo morra vou conseguir te esquecer. Abafei meus gemidos para que o arfar de meus pensamentos consigam fazer com que meu corpo descanse. Nos meus sonhos a onda beijará a areia assim como meus lábios frenéticos procuram o teu em um encaixe que nunca ninguém vai conseguir superar. Resolvi então parar de procurar por você.Já que meus olhos não conseguem te achar , pois só encontro você dentro de mim. Esperarei para que meu desânio pare de corroer minha vontade de tentar encontrá la novamente, pois estou morrendo sem você aqui. Tentei matar minha dor mas só consegui chegar perto da morte do meu corpo, pois minha alma sempre vagará alucinando atrás da tua. O que os teus olhos me diziam sempre vai continuar cravado aqui, na ferida que nunca vai fechar. O balbuciar da tua voz começará a rodear meus ouvidos mesmo sem que eu possa ouvir, e então vou procurar novamente por você dentro de mim. Vou lembrar da tua voz para o resto da minha vida, mesmo você desaparecendo e deixando a tua marca dentro de mim, eu vou te amar para sempre.

domingo, 16 de maio de 2010

Eu quero você.

Fexei meus olhos novamente e tentei encontrar você. Sabe, meu coração anda acelerado demais e minha mente só consegue pensar em você. Meus olhos estão a procura do teu e minha boca anda seca sem o teu beijo. Deixe teu amor comigo, te prometo cuidar dele com todo o meu coração. O deixe também comigo, irei dar o meu em tuas mãos. Então, vou te dizer que não quero mais perder você, que minha vida agora já te pertence, e que minha vontade é apenas ter você. Sabe, te peço que acredite em mim, ou pelo menos acredite no que meus olhos te dizem. Amanhã quando você acordar pense que ando pensando em você também, e pense que meu corpo agora só quer o teu. E quando minhas lágrimas caírem ao chão e se misturarem com a chuva na noite fria de inverno, vou chamar por você e dizer em teus olhos que eu te amo. Ou quem sabe dizer que preciso tanto de você que minha alma precisa encontrar a tua e caminhar de mãos dadas com ela. Então acredite em mim, não estou me entendendo, só sei que quero você por perto.

Eu gritei!

Mergulhei no mar. Ele olhava para mim e as gotas da água misturadas com a chuva faziam com que meus olhos se inchessem de lágrimas, que caíram logo depois , misturando a areia gelada que tocava meus pés. Eu gritei. Gritei para fazer com que alguém pudesse ouvir meus pedidos de socorro. Mas estou apavorada, ninguém veio me salvar. Seria porque eu apenas gritava para mim mesmo, e eu mesma não consigo me salvar? Talvez seja. As águas traiçoeiras me puxaram e meu corpo caiu em constante atribulações comigo mesmo, e então meu corpo se afogou entre lágrimas, chuva e água salgada. Eu gritei. Ninguém me ouviu e ninguém conseguiu me socorrer, nem eu mesmo. A lua brilhou tão intensamente que meus olhos antes de se fexarem brilharam e misturaram as lágrimas e os gritos de dor em puros gemidos que foram levados com o vento. Talvez tenham chego ao fim de algum lugar ou atrás de alguma colina. Mas eu gritei. Gritei e me afoguei dentro de mim mesma. Encontrei a morte da minha alma, a morte dos meus olhos e a morte da minha carne. Só não sabia que a morte era tao prazerosa, pois ela foi a única com a capacidade de acabar definitivamente com a dor que aumentava dentro de mim.

Espere um pouco (...)

Espere. Hoje estou com uma imensa vontade de te dizer o que estou sentindo apenas olhando a tua foto. Não sei se você vai perceber que tudo o que estou sentindo é por você. Não sei se você vai perceber que meu coração já está em suas mãos, e que meu sorriso é teu. Minhas lágrimas são tuas. Mas espere. Vou esperar a lua começar a brilhar com as estrelas que eu tanto quero te dar. Não quero que você se machuque nunca, porque você agora parece ser a pessoa mais importante que cresce em mim cada vez mais. Então espere. Eu estou com vontade de cantar para você, estou com vontade de ler uma poesia, estou com vontade de ajoelhar aos teus pés e te dizer o quanto já faz parte de mim. Minha alma hoje se sente vazia se não encontrar a tua, e meus olhos .. E meus olhos se sentem cansados e sem vida se não encontrarem o brilho dos teus. Toda noite em que me deito e vou dormir, minha mente viaja a um mundo que sei que nem você conheçe. É um mundo dentro de mim que me leva até você e faz com que minha vida renasça a cada noite, a cada madrugada. Meu mundo já não existe sem teu sol, minha vida já não anda sem teu calor. Eu não vou desistir de você. Eu não vou te deixar mesmo você não me querendo. Preciso do teu sorriso e da tua voz me acalmando nos dias frios. É inevitável não pensar em você, você roubou grande parte do meu coração.

Quem sabe amanhã ..


Amanhã eu conseguirei levantar desta cama, porque hoje eu não consigo. Amanhã conseguirei reviver meu espírito e poder contar com meus pensamentos que hoje estão mortos. Sou diferente do que podes pensar. Sou muito mais do que podes ver, porque dentro de mim reina algo incomum que nunca ninguém vai saber. Não vou dizer. Então apenas peço que me compreendas, já que ninguém é capaz de me compreender. Amanhã ao menos vou tentar ser mais forte, ou passar mais capacidade de conseguir ser forte, porque hoje estou fraca, tão fraca que não consigo caminhar nem ao menos dar qualquer passo a qualquer lugar que seja. Conto com a areia do mar que faz cócegas em meus pés e com a lua que renasce em meus olhos a cada noite de luar. Vou então fechar meus olhos e esperar o vento me acarregar ao infinito, a qualquer lugar longe de todos . Eu preciso desaparecer e poder aparecer em um lugar que só exista eu. Sei que existe esse lugar, mas só existe dentro de mim. Então fecharei novamente meus olhos e encontrarei me próprio eu, mesmo sabendo que nunca vou conseguir me achar. Sou tempestiva, sou fraca e tento me mostrar forte, mas sei que um dia quem sabe vou consguir mostrar a todos o que eu realmente sou. Amanhã quem sabe eu consiga levantar e caminhar , consiga nadar contra a correnteza que inssiste em me puxar e misturar minhas lágrimas com água salgada que invade minha pele, invade meu corpo. Hoje eu restei de mim mesma, restou apenas pedaços quebrados e pedaços rachados que já não podem ser colados. Espero que me entenda pelo menos amanhã, porque hoje eu sei que nao sabe nem ao menos o que eu posso sentir. Mesmo com medo vou seguir e quem sabe vou achar algo, ou vou me achar dentro de mim mesma. Admiro então a sua capacidade de tentar conseguir me entender, mesmo sem encontrar as respostas. Posso te dizer então que nem eu encontro as respostas para mim mesma, eu só peço que tente entender o porquê de minhas lágrimas caírem a noite, e o porquê de meus olhos as vezes mostrarem a fraqueza da alma que congela com o passar dos dias e das horas.

Um novo olhar com teu olhar. ( Trecho)

"Olhei para o armário , e vi um vidrinho de remédio. O calmante que minha psicóloga havia receitado. Precisava ficar bem , ou ficar pior do que já estava. Virei o vidrinho em minha mão, haviam 5 cápsulas de remédio , o bastante para me deixar calma demais. Virei a mão na boca e engoli um de cada vez, joguei-o no chão e ouvi o barulho de vidro quebrado. Quebrado assim como minha vida, quebrado assim como meu coração.Voltei a me olhar no espelho e minha vista começou a embaçar, só que dessa vez não era embaçado de lágrimas , era estranho e ao mesmo tempo prazeroso, estava me sentindo melhor e meu corpo estava começando a ficar mais leve, meus olhos estavam mais vermelhos e eu via meu rosto se mexendo , ficando completamente destorcido, até sentir meu corpo cair sobre o chão, em cima dos vidros quebrados. Senti meus olhos fecharem e meu rosto sorriu ao sentir como havia parado de doer. Cai então em um sonho que eu não tinha a muito tempo."

(Outro trecho do Livro, depois posto outros)

Você me renasceu.

Hoje eu vou escrever para você, porque estou me sentindo completamente estranha sem você aqui. Ando precisando dos teus olhos e do teu sorriso, ando precisando da tua voz meiga e do teu sorriso encantador que desperta meus sonhos mais alucinantes e mais desejados. Se eu te disser que eu tenho medo de me apaixonar por você , o que você diria para mim? E se eu disser que eu já estou apaixonada por você, o que você responderia? Vou esperar para que algum dia possa responder as minhas perguntas, porque hoje não sabe nem o que eu sinto por você. Se teu sorriso meigo fosse a porta de entrada para os caminhos da minha vida, eu estaria completamente satisfeita, já que hoje eu só tenho vontade de sorrir quando lembro do teu sorriso, ou quando olho em teus olhos completamente brilhantes e vivos. Isso! vivos. Eu estou viva agora e meu coração anda acelerado todas as noites em que vou dormir ouvindo a tua voz que sempre consegue me acalmar. Estou Vida! Você renasceu dentro de mim o amor que haviam matado e arrancado. Você me renasceu e me deu vida novamente, arrancou os destroços da dor que penetravam dentro de mim. Você me renasceu mesmo sem saber tudo o que eu sinto por você.

Eu não me entendo, nem você.

Dentro de mim tento achar respostas para te dizer o que eu realmente sou. Sabe, eu não sei quem eu sou. O peso que sustenta meu corpo e minha carne ao chão pode fazer com que as vezes as coisas façam sentido, mesmo não sabendo o porquê de acontecer. Sabe, meus olhares vazios tantas vezes procuram o reflexo no espelho e a dor encontra meu pensamento. Então porque eu insisto em me olhar no espelho se já consigo ver o que realmente estou sentindo e a mornidão da minha alma? Se as flores começassem a aparecer diante de mim e de meus olhos, talvez a dor acabasse e o vazio desaparecesse. Mas quem disse que eu gosto das flores ? Eu gosto da minha solidão. Sabe, minha mente viaja tanto e minha dor arranca suspiros de dentro de mim que ninguém pode entender. Talvez eu consiga explicar um dia o que significam para mim. Eu não gosto da dor, eu gosto da solidão. Então quem disse que a solidão significa em estar só? Eu não estou só, existem pessoas ao meu redor e existe amor. Mas não existe o amor que eu quero, é um amor que só minha solidão pode me dar. O amor que só a dor do meu reflexo pode me transmitir. Sou eu. Meus olhos então podem me perceber, e se eles estão vermelhos é porque dentro de mim há algo ainda inexistente que nem eu ainda consegui perceber. Pode ser então que eu esteja vazia. Então porque eu ando vazia se existem tantas pessoas ao meu redor? Talvez seja porque eu persigo a solidão, e meus olhos reagem a qualquer tipo de aproximação que tentem fazer e tira-la de mim. Dentro de mim existem tempestades e raios insignificantes que só conseguem cortar minha carne por fora. Por dentro, eu ando comigo e ninguém consegue perceber o quão vazio é. Posso então dizer que talvez seja o vazio que faça com que minha dor propague e com que meus olhos enxerguem a dor. Mas então porque eu não largo o vazio? Talvez eu goste do vazio, talvez eu goste da dor do vazio e goste da solidão. Mas eu não gosto de sofrer tanto com a dor do vazio e com a dor da solidão. Por isso eu escrevo e tento permanecer morta para que minhas mãos consigam encontrar algo completamente irreal que nem eu e nem você conseguiremos imaginar. A porta então entreaberta faz com que meus sussurros e meus gritos ecoem sem pressa , e que o vento os leve para algum lugar onde encontre a paz, ou não. Existe um abismo entre mim e mim mesma. Existe um poço de sangue entre meu olhar e meu próprio sangue. Existe um entendimento entre mim e um desentendimento dentrro de outra parte de mim que eu ainda não consegui responder. Talvez um dia eu responda, talvez um dia eu consiga parar de perder meu tempo tentanto achar alguma palavra que consiga descrever a dor irreparável que este vazio pode conseguir formar. Sabe, eu não ando conseguindo escrever o que eu realmente sou, talvez seja porque eu ainda não descobri quem eu sou. Talvez minhas verdades ainda não sejam verdades dentro de mim, e que minha alma não consiga alcançar a magnitude de tentar achar quem és. Sabe, você também não sabe quem você é, ninguém sabe. Cada palavra e cada gesto pode sair de dentro da sua alma e você nem perceber. Pode ser que você tenha preconceito e não sabe, ou também que tenha um amor escondido . Talvez você se identifique com a solidão que nem eu e ainda não conseguiu perceber. Então eu acredito em minha alma, acredito na verdade que meus olhos conseguem passar, porque eles sim não mentem, nem para você e nem para mim. O medo que anda dentro de minha carne gelada pode até desaparecer, mas a solidão que transborda em minha alma ficará eternamente com o sabor da ilusão que agora tenta aterrorizar minha dor, minha emoção.

sábado, 15 de maio de 2010

Quando eu ...

Quando eu deitar assim que o sol desaparecer atrás das montanhas, meu sonho vai buscar por você em algum lugar. Talvez eu te ache em meio as florestas ou em volta daquele mar. Teus olhos podem ser que apareçam em meus pensamentos e façam com que minhas lembranças retornem a tomar conta da minha mente, me fazendo alucinar, viajar e te conquistar. Quando eu deitar assim que a chuva cair e tocar o chão, os gritos de pavor terão desaparecido , tua mão vai continuar entrelaçada com a minha e teu corpo esquentando o meu, encaixando nossas vidas e misturando nossas emoções. Quando eu deitar assim que a primeira folha daquele orvalho cair , lembrarei de todo teu amor, de todas as tuas palavras e de toda a saudade que cresçe a cada dia, a cada hora. Quando eu deitar assim que minhas lágrimas secarem, vou te buscar em meus pensamentos , em minhas razões, dentro de mim. Vou te gritar em meio á multidão, te chamar de minha menina, segurar a tua mão.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Um dia ...

Hoje eu acordei com meu coração acelerado, e em minha mente só consegui enxergar o teu olhar, o teu sorriso e a tua alma. Eu percebi que minha vida agora, anda diferente do que antes, e anda mais sincera, muito mais sincera. Posso te dizer hoje, que ando mais sincera comigo mesma, e você fez com que isso acontecesse. Cada hora que deito , minha saudade aumenta tanto que é impossível meu coração não doer. Cada hora que eu respiro é impossível não pensar em você. Não sei o que anda acontecendo, em minha mente eu só consigo ver você e mais nada. Como eu queria que o mundo acabasse, e o tempo parasse comigo e você juntas, sozinhas, olhando uma para a outra. Meu segredo? Um dia vou te dizer o meu segredo, ou talvez você já tenha descoberto apenas olhando em meus olhos, ou sentindo o suor das minha mãos quando tocam as suas, o sorriso que aparece em meus lábios apenas quando você diz alguma palavra, pode até ser sem importância para você, mas para mim é muito mais do que simples palavras ou simples gestos. Então agora, você acha que eu posso lhe contar meu segredo? Vou contá lo a você quando você descobrir tudo o que eu ando sentindo, e quando você tiver a certeza de que todas as palavras são direcionadas a teus olhos, vai perceber que minha alma agora já é tua, que meu sorriso já foi roubado por você, que meu calor só se propaga quando tenho teu corpo, que perdi minha razão ao olhar em teus olhos, e que me desconcentro toda vez que olho para você. Um dia, você vai confiar em mim, contar teus medos e teus desejos, segurar a minha mão. E então eu vou segurá la com toda minha força, com todo meu amor, e com toda a segurança que apareceu dentro de mim assim que você apareceu em minha vida.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Minha aurora.

Raios solares invadem minha janela
Raios de saudade, de paixão e de dor.
Paraíso das estrelas, aumentando meu amor
Aurora em meus pensamentos de um coração de pavor
Trazem as penas em meu grito de terror
Os pássaros voam, remetem teus ninhos
Renascem as flores naquele cantinho
Meu coração se apavora numa luta incostante
Viaja por teu ser nas memórias abundantes
Obsoletas idéias comandam minhas razões
Destroços irremediáveis de minha vida, sedenta de paixão
Teus olhos me encontram no amanhecer perduroso
Nascem então minhas flores, coberta de azul flamejante
Irritante, desesperançoso.
Segure meus braços e encontre meu olhar
Quando o sol desaparecer vou te encontrar
No céu insolúvel renascer minha esperança
Na chuva inconstante relaxar minha dor
Quem sabe minhas lágrimas se misturem
Então solidão.
Permita- me te acompanhar
permita-me fazê-la sonhar
Permita-me então te amar.

Eu preciso de você²

Desejos simultâneos aparecem agora em meio aos meus pensamentos, eu queria te ter por mais um momento. Escrevo e reescrevo tentando lhe mostrar, mesmo sabendo que podes não notar. Eu estou completamente apaixonada por você, eu preciso te ter. Nos meus olhos posso ver o teu olhar, então me agarro nele e lhe peço para não soltar. Preciso que me ame também, preciso que se agarre em mim e me faças reviver. Preciso ver te ver sorrir e ver teu sol amanhecer, ou seja, meu amor eu preciso de você.

Ah,minha solidão (...)

Ah , minha solidão!
Tanto tempo me apavoras
Mas em mim revigora
Cada parte pedinte de amor
Ah, minha solidão!
As vezes vás embora
Me deixando a tua porta
Tentando lhe achar.
Ah, minha solidão!
Sempre volte aqui
Me agarre com tua força
Não me deixe cair.
Ah, minha solidão!
Traga de volta minha compaixão
Muda minha vida
Fique comigo para sempre
Nunca vou lhe negar a mão.

terça-feira, 11 de maio de 2010

-

Eu acordei soluçando e afogada em minhas lágrimas. Não sei aonde estou, você pode me responder?

Esta noite [...]

Quando eu bater em tua porta esta noite, estarei com uma rosa em minhas mãos, pedindo para que me beijes e nunca soltes minha mão. Quando eu bater em tua porta esta noite, me chame para entrar, vou acompanhar teus passos e te ajudar a caminhar. Quando eu bater em tua porta esta noite, mostrarei a você que só existe nós duas e o mundo lá fora já não importa mais. Quando eu bater em tua porta esta noite, te darei uma carta, te farei um pedido, te darei meu coração. Esta noite, vou bater em tua porta e vou pedir teu amor, vou implorar para que me tenhas e não me soltes nunca mais. Esta noite, vou te dar o meu céu, vou te dar minhas estrelas, vou te dar o brilho do meu olhar, vou te dar meu amor e vou sempre te acompanhar. Esta noite vou chorar no pé do teu ouvido, vou te abraçar bem forte, vou dizer o quanto te quero e enfim vou te amar.

Meu segredo.

Vou te contar um segredo agora, olhe em meus olhos e não distraia seu olhar. Olhe para mim. Está olhando? Vou te dizer meu segredo, mas espere. Segure minha mão que vou encaixar nossos dedos e então poderei colar meus lábios nas pontas dele. Vou apertar forte e segurar diante de meu peito. Agora sim. Não distraia seu olhar e olhe apenas em meus olhos. Acho que você ainda não percebeu, mas eu ando pensando em você muito mais do que era para eu pensar, e agora eu posso ver através dos teus olhos. Não distraia o teu olhar, eu ainda estou olhando para você. Estou conseguindo ver a dor que você sente dentro do teu coração, mas agora eu não vou dizer, porque eu percebo sua dor e logo depois percebo o teu longo e puro sorriso , como este que vai se formando agora no teu rosto, e vejo que a única coisa que quer passar para mim é segurança. Eu percebo teu calor, tua sinceridade e teu carinho, percebo a tua ingênuidade e a tua pureza. Só não se engane, eu te peço. Ando pensando em você muito mais do que você pode pensar em mim, e ando também precisando de você muito mais do que anda precisando de mim. Agora olhando em teus olhos, percebo a tua insegurança e o teu medo, que por consequência passa a ser o mesmo medo que o meu. Se não der certo nunca, eu pelo menos espero que este momento fique guardado para sempre em você e em mim. Quero que saiba ainda, que mesmo com a dor que você sente, teus olhos vão renascer cada parte de você, cada pedaço que anda sozinho aí dentro. Eu não vejo só isso quando olho para teus olhos, vejo coisas impossíveis de serem ditas, posso sentir o sol nascer e posso sentir o cheiro da chuva quando toca o chão, além disso, posso ver também que a tua insegurança anda te impedindo de muita coisa, só te peço mais uma vez, não tenha medo, eu sempre estarei aqui. Então posso te beijar agora? Vou te beijar, mas antes olhe diretamente em meus olhos, vou te dizer mais uma coisa. Vou te dizer o que eu ainda não disse antes. vou te dizer meu segredo. Você está preparada para ouvir ? Não esqueça de olhar diretamente em meus olhos ardentes e espero que perceba o quanto eles brilham para você. Mas agora é a hora, eu vou te dizer. Eu te amo menina, eu te amo e eu quero você. Esse é meu segredo, então agora você já sabe, posso te beijar? Posso te ter para sempre?

domingo, 9 de maio de 2010

Me dê um abraço?


Juro que estou precisando de um abraço agora, juro que estou me sentindo tão vazia e tao morta, tão morna diante de tudo o que eu construí. Não sei aonde estou. Por favor me responda aonde eu estou, preciso me achar. Eu preciso de um abraço agora, preciso deixar minhas lágrimas rolarem novamente e ter alguém que eu possa realmente desabar e mostrar o quanto sou fraca. Se eu mostrasse a minha fraqueza talvez aparecessem mais abraços .. ou não. Talvez pisassem ainda mais. Se olhassem realmente em meus olhos e enchergassem por trás de meu sorriso, perceberiam a grandeza da escuridão e das lágrimas que se formam dentro de mim. Eu imploro que me ouçam, por favor, hoje eu vou deixar transparecer minha fraqueza e minhas mágoas, eu queria muito poder ser mais forte. Lá dentro de mim, minha força anda quebrada, despedaçada com meu coração que implora por um abraço. Um abraço verdadeiro, então me abraçe por favor. Se realmente percebesse o tamanho de minha dor, teria pena. Que sentimento ruim, pena. Eu tenho pena de mim , tenho muita pena de mim. Estou transparecendo demais minha dor, eu preciso ser forte e preciso passar a segurança que eu nunca tive. Sou fingida. Se eu realmente não fosse fingida iria andar pelas ruas chorando, iria mostrar o quanto minha alma anda morta. Mas vou sorrir hoje, vou mostrar o quanto estou forte, desculpe se estou me contradizendo, porque eu sou forte, não esqueça que eu sou forte. Olhe em meus olhos pela última vez e perceba o quanto sou forte. Então vou parar de falar sobre o quanto eu posso ser, eu quero apenas um abraço, o seu abraço agora.

Minha escuridão.


Porque tem tanto medo da escuridão? Hoje a noite eu deitei esperando pela morte mais uma vez, meus medos foram arrancados de mim, pois passei por todos os medos diante de você. Ah solidão, hoje existe só você , eu e nossa morte. Ah solidão, hoje só existe você , eu e nosso sangue. Acredito que o sol apareça pela manhã e que as nuvens cubram a luz que um dia vai querer aparecer diante de nossa carne. Mas não desanime, a escuridão nem sempre é o caminho ruim e a luz nem sempre pode parecer tão boa como deve achar. A luz diante de você pode te puxar por um caminho que nem sempre vai saber onde vai dar. Então não tenha medo da escuridão. Hoje solidão, só existe você , eu e a escuridão. Me encontre então quando eu não estar mais aqui, desaparecerei dentro de mim mesma e nunca vai conseguir me achar, porque hoje só existe eu e a solidão, a única verdade que faz com que minha pele possa renascer. Eu não posso acordar de novo, pois nesta madrugada minha solidão faz a companhia de todas as horas que consigo ficar sozinha, sempre sozinha. Mas me deixe com minha solidão e não me acorde deste sonho, não me tire da minha escuridão.

Vou confessar .

Vou confessar a mim mesma diante deste espelho quebrado , que já não consigo mais ficar de pé. Estou caindo e transformando minha vida em pedaços, não consigo entender as minha próprias verdades. Hoje me deu uma enorme vontade de escrever, mas eu apenas consigo chorar e me olhar para este espelho, só consigo abraçar meus joelhos e deixar as lágrimas molharem o meu rosto. Quero confessar a mim mesma que estou tão confusa, preciso dizer ao meu reflexo o quanto estou apaixonada pela solidão e pela tristeza, preciso me achar dentro de mim. Vou deixar meu corpo calar minha voz e meu grito de pavor , de socorro, pois tentarei cortar minha fraqueza, mesmo sabendo que faz parte de todo o meu interior. Preciso confessar que estou sem força para me aguentar de pé, estou sem força para me sentir viva, então eu vou tentar escrever e encontrar um mundo diferente onde eu possa morrer em paz. Me deixe morrer em paz! Vou gritar ao espelho se tentar me ferir novamente com as promessas congeladas do meu reflexo vazio, sem contorno e avermelhado diante de meus olhos. Vou escrever e deixar meu corpo morrer diante de mim, minha alma se libertar e permanecer vagando por minha mente , pelo céu e pelo chão que engole minha própria vida. Vou confessar a mim mesma que estou morrendo e minha confusão em tentar viver e morrer me deixa mais vazia. Novamente, vou voar com minha vontade de poder me libertar de mim mesma e poder quem sabe entender o que se passa dentro de mim.

Fazem 2 anos.


Hoje é mais um ano. Mais um ano em que eu comemoro um dos dias mais felizes da minha vida . Há dois anos atrás, eu estava em uma fila com milhares de pessoas querendo ver as mesmas pessoas que eu, querendo sentir um pouco mais a presença das pessoas que mais fizeram rir. Sabe, eu havia passado dois meses acampando , dormindo em filas, dormindo na rua .. Passei dias conheçendo pessoas que queriam a mesma coisa que eu , apenas vê los. Então neste dia, estávamos lá, eu desmaiei, minha garganta havia fexado e minha respiração parado, eu cai no chão e meu corpo ficou lá parado e gelado . Minha irmã chorou aquele dia, e eu logo depois consegui levantar e me segurei na grade, fiquei horas em pé e quase cai de novo, não andava aguentando mais ficar ali, até que se passou horas e o barulho deles entrando naquele palco mexeu com minha mente, mexeu com meu coração, e então , pudê ver minha dulce, sentir ela ali no mesmo espaço que o meu, ver o quanto foi importante para mim. Meu coração fica tão apertando quando eu lembro que não existe mais as seis pessoas que eu mais amei nessa vida juntas :/ Foi tudo tão rápido, eu não consigo mais esquecer , e fica um vazio enorme aqui dentro. Mas eu tenho uma coisa que faz com que eu me alegra todos os dias, o que eles me ensinaram eu nunca vou esquecer , e por eles existirem ainda minha vida consegue tomar um rumo. Minha Dulce ... Te amo tanto e tanto que não há como suprir as necessidades de tudo o que eu sinto por você . É como se rasgassem minha carne por dentro e deixassem só a dor de não conseguir pelo menos chegar um pouquinho perto de você .. Se hoje eu consigo vencer e encarar meus medos, se hoje eu consigo lutar pelos menos sonhos e pelos meus objetivos, a culpa é sua . Sim, se hoje eu estou aqui de pé, é porque o conforto da tua voz fez com que eu levantasse do abismo que antes meus olhos encontravam . E hoje, se passado 5 anos em que você entrou em minha vida, meu amor só cresce .. Meu amor de fã e meu amor de fanatismo estão aqio de pé e sempre vai estar, porque eu amo você . Eu amo você mais do que a minha própria vida , eu amo você mais do que cada pedaço de mim, e eu preciso continuar sabendo que você existe para poder me confortar com a felicidade que é te ouvir, te ver , saber que você existe .. Eu não sou ninguém para poder dizer que meu amor é o maior do mundo, porque eu sei que não é, mas meu amor por você é o suficiente para fazer com que meu rosto deixe transparecer um sorriso, uma risada . E mesmo que não entendam tudo o que eu sinto por você, mesmo que achem ser loucura, eu estou bem comigo, mesmo não querendo te amar tanto como eu amo . Me agarrei em você e me espelhei em cada gesto, em cada sorriso, em cada olhar, em cada fala tua. Eu me translatei para o teu mundo, deixando meu mundo arrepiante para trás, trazendo a minha vida para onde anda hoje, rodando em volta da tua e sempre da tua. Foram cinco anos mesmo de longe com as seis pessoas mais maravilhosas do mundo .. E eu dormi em filas, dormi em aeroportos, em portas de hoteis .. Dormi na rua, em pontos, no chão .. Por eles eu consegui fazer o que eu achava ser impossível, eu consegui driblar meus medos e minhas fraquezas, eu consegui enfrentar a vida e antes de tudo enfrentar a mim mesma .. Não há como explicar, mesmo dizendo que morrer seria um dos mínimos sacrifícios a se fazer por eles, seria inútil se comparado ao quando me fizeram viver em torno destes cinco anos em que eu dediquei minha vida a eles, e principalmente a ela. Não há ninguém nesse mundo que possa entender o quanto a felicidade de saber da existência de cada um dos seis me enche de felicidade, de humildade, de amor e de paz .. PAZ! é o que eu mais encontrei ao encontrar meu rbd , ao encontrar a minha dulce, As lágrimas hoje caem, caem ao saber que já não existem juntos para fazer minha alegria de volta, e meu coração tão apertado não sabe como explicar tudo isso, apenas rasgam cada pedaço de tudo o que anda dentro de mim. Ser Rebelde não é se rebelar contra o mundo, ser rebelde não é pisar , não é odiar, não é fazer as coisas erradas . Ser Rebelde é lutar .. Lutar pelos ideias , pelas ideologias, é saber voar e conquistar um novo mundo sedento de paz, de amor e aversão ao ódio, é conquistar o universo e saber amar de qualquer forma. Eu sinto saudade de tudo o que passei, eu sinto saudade de terem vocês mesmo de longe e ficar feliz e esperando cada cd ser lançado, ou cada show ser marcado. Eu sinto saudade de vocês, muita ♥

Feliz dia das mães ..


Mãe .. Nesse dia especial para você, preciso falar um pouco do que você é na minha vida.Sabe, eu demorei a entender o verdadeiro sentimento que você tem e o quanto você me quer bem, mesmo com tudo o que aconteceu em nossas vidas. Eu só tenho que agradecer por tudo, e acima de tudo por você ter me entendido tão bem como nenhuma pessoa neste mundo vais er capaz de entender . Todo mundo é humano, você é humana e eu entendo muito bem que não te dou tanto orgulho , não posso te dar tudo o que você sonhou e ser tudo o que você sonhou, mas eu vou tentar ao menos poder te orgulhar em algo que você sempre quis não é? E eu sei que eu vou conseguir , porque quero ver você sorrir para mim, e me dar parabéns como sempre fez naquelas vezes na escola, naquela vez em que subiu no palco para me pegar com o diploma de alfabetizada na mão, ou naquele dia em que cantei para você e dediquei cada gesto e cada palavra para a melhro mãe do mundo. Hoje, eu percebo o quanto você é tudo para mim e o quanto eu me orgulho de você, o quanto eu me orgulho por você ter aguentado cada sofrimento para não me fazer sofrer. Hoje, neste dia das mães, muito diferente do ano passado no qual eu andava sentida com você , o quanto nós estávamos brigadas, eu agradeço por ter sido tudo diferente esse ano, por termos nos tornado tão amigas capazes de entender uma a outra, eu agradeço também por você saber me compreender, saber me amar, saber me fazer uma mulher de verdade, porque se hoje eu sou uma mulher madura, uma mulher com caráter e uma mulher tranparente, é porque você conseguiu com os mínimos detalhes deixar tudo certo. Obrigada mãe, eu te amo tanto que não tem como explicar, eu te amo tão incondicionalmente que não me vejo sem você. Feliz dia das mães (L

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Parei de respirar .

Cansei de me olhar no espelho e ver o reflexo de minha alma sangrando e caindo em pedaços no chão como pedaços gritantes da minha mais pura solidão. Cansei de sangrar, cansei de sentir meu corpo dentro deste espelho e de sentir ele caindo e cortando minha carne em pedaços fundos, em pedaços cortantes e pequenos que não se podem juntar. Eu não posso mais respirar, meu sangue escorre diante de meus olhos e se misturam em meus dedos gelados. Eu não consigo mais respirar, minha carne agora está morta e gelada, minha carne está fria e arrepiante. Eu tento respirar, mas não consigo sem você, eu tento abrir os olhos mas não tenho forças para conseguir, e eu estou morrendo e eu , agora, acabei de morrer. Se eu soubesse diferenciar a minha morte e o sangue, talvez eu parasse de sangrar para conseguir sobreviver, mesmo parando de respirar, talvez eu conseguisse acordar. Eu me sinto quebrada, eu me sinto sombria e me sinto arrancada de mim, me sinto totalmente desacordada e sinto minha alma doente , tão doente capaz de não conseguir reconhecer o próprio reflexo. Ah se eu conseguisse me recuperar de mim mesma! Se eu pudesse levantar deste caixão onde guarda minha própria vida, onde guarda meus sonhos despedaçados e jogados pelo ar frio. Só existe eu e apenas eu, só existe minha alma e minha solidão, minha morte e minha ilusão, e o fogo queima minhas mãos, queimam meus olhos, despedaçam meus sentidos. Eu parei de respirar e parei de tentar me achar, deixei a escuridão me levar por cada beco e cada buraco em que caí e que caiu toda vez que tento me levantar das cinzas e dos cacos de vidro que ainda ferem minha alma .

Como você (...)

Fique calma. Leve, sombria, e sem nenhum sonho por baixo de meus pesadelos e solidão. Eu me odeio por respirar sem você , eu não quero sentir mais nada por você, Sofrendo por você. Eu não estou sofrendo por você, nada que um amor verdadeiro possa desfazer e embora eu tenha saído da trilha todos caminhos me levam a você. Eu queria ser como você, deitar fria como você. Glória. Barreiras invisíveis entre nós,derretam e nos deixe sozinhos novamente zumbindo, assombrando em algum lugar lá fora. Eu acredito que nosso amor pode nos ver através da morte. Eu quero ser como você, deitar fria como você. Há espaço aí dentro para duas e eu não estou sofrendo por você. Eu estou chegando até você. Você não está sozinha , não importa o que eles disseram a você,você não está sozinha, eu estarei ao seu lado para todo o sempre. Eu quero ser como você, irmãzinha. Deitar fria no chão como você, querida. Há espaço aí dentro para dois e eu não estou sofrendo por você e enquanto nos deitamos numa paz silenciosa eu sei que você se lembra de mim. Eu quero ser como você ,deitar fria no chão como você. Há espaço aí dentro pra dois e eu não estou sofrendo por você. Eu estou chegando até você.

Like You - Evanescence (tradução)

sábado, 1 de maio de 2010

Me perdi.

Acho que me perdi, me perdi dentro de mim mesma, me perdi dentro de tudo o que achei que fosse melhor para mim e depois? Vi que não era mesmo o melhor. Passei por ruas desconhecidas, pro lugares desertos e passei na chuva, camnhei sem medo de me molhar, sem medo de que as gotas congelassem minha alma vazia e inconstante. As horas difíceis de lamento não serviram para nada, eu apenas caí em um poço coberto por lama e água. Eu gritei, gritei para que as colinas pudessem ressoar meus pedidos de ajuda e meu socorro de desepero .. mas ninguém ouviu. Estendi a mão e não havia ninguém, então, fexei os olhos, respirei e tirei força do lugar mais íntimo do meu ser e escalei .. Escalei o poço e caminhei em direção ao nada , o vento me levou e arrastoou as sementes de minh' alma em segundos pelo céu , e eu estava viva. Viva dentro da mote de meus olhos . Que estranho, meus olhos fexados caminham em doreção ao nada, em busca de algo forte e imbátivel, em busca da libertação dos espinhos cravados em meu peito. Então, não vou chorar agora, as lágrimas salgadas podem se misturar com o veneno doce que as cobras do meio do caminho cravam em meu sangue, penetrando a infelicidade de não conseguir a felicidade, e mesmo assim eu vou continuar e vou alcançar, vou driblar e vou sonhar, vou cair e levantar, vou amar e desamar. Vou odiar e abraçar, vou procurar , tentar e achar. Estou perdida dentro de mim mesma, mas achei a razão pela forte perda de memória de meu próprop pensamento.