Visitantes.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Esperança

Eu conheçi uma menina. Tão jovem, sincera e meiga. Tão linda e simpática. Tão perfeita. Depois de algum tempo, ela conseguiu mudar a minha vida, fazendo com que ela se transformasse e virasse outra. Como uma nuvem de tempestade, o que eu sentia antes de a conheçer, passou. Dentro de mim desabroxou a flor do amor. A rosa da felicidade e a esperança ao olhar em seus olhos. Eu sonhei com o dia no qual pudesse pegá-la em meu colo e colocá-la para dormir. Eu sonhava com o dia em que pudesse abraçá-la e pedi-la em casamento. Essa menina mudou a minha vida ... para melhor. Essa menina, deu vida a minha esperança e luz a minha felicidade. EU? Cultivei. Hoje, eu ainda cultivo, e sei que num futuro bem próxima, poderei ter a vida que me fará bem, ao lado dela. Ao lado do grande amor da minha vida, pois nosso amor é forte e nossa história nunca vai ter um fim.

Meu futuro.

Me vi ali, diante de ti. Parecia algo incomum, pois ao encontrar teu olhar diante do mundo, os meus olhos sedentos penetraram os teus, como o fogo em chamas. Chamas, assim o meu grande amor por você. Saiba que,ao longo de minha vida, você foi a última esperança que podia ter aparecido para que, eu pudesse voltar a viver. Só assim, eu entendi que encontrei, enfim, o grande motivo de eu estar aqui hoje. E você, apenas você, conquistou a minh'alma pelo olhar, pelo teu sorriso, até pelos teus gestos. Minha menina, minha pequena, assim, eu descobri o valor da felicidade, e o motivo pelo qual eu queira viver e queira pensar em um futuro. Que futuro! Apenas com você.

Quero poder (...)


Quero poder estar aqui até adormecer, para poder estar contigo até em teus sonhos.
Quero poder estar aqui até nas tempestades, para poder te proteger do frio que corta.
Quero poder estar aqui até em dias frios, para poder te esquentar do gélido vento.
Quero poder estar aqui até no silêncio, para poder dizer palavras pelo olhar.
Quero poder estar aqui até nas tuas dores, para poder te abraçar e te acolher.
Quero poder estar aqui até na eternidade, para poder ficar contigo até minha morte.

Ainda não sei.

Desde que percebi que o que existe dentro de mim é muito mais do que pensava, tornei-me assim. Talvez seja por ser diferente ou não, quem sabe. Queria poder viver sem aparências. Queria ainda, desenhar o que vivo apenas pela sobrevivência. Talvez por isso tudo o que meu coração desejava e acreditava morreu ... pouco a pouco. Foi morrendo e indo embora sobre meus dedos, deixando apenas a vontade de poder acreditar novamente. Não posso parar para pensar, muito menos tentar dizer o que se passa aqui dentro. Vou confessar que eu ainda não sei.Não sei de uma maneira desvairada, como se jogasse em um poço fundo, o pedaço do meu coração ou da minha mente. Como se a razão fosse parecida com meus sentimentos, ou quem sabe, mais importante. O que tenho a declarar é que, nada neste mundo é maior do que eu sinto dentro de mim. Falando a verdade, ainda não sei o quão grande é, talvez nunca saiba, talvez nunca descubra. Se eu pudesse observar a mim mesma ao olhar meu horrivel aspecto de medo ao espelho, descobriria o que vem a ser importante dentro de mim ... o único do qual sei ser importante é o amor que cresce e crese aqui dentro. Agarrada ao que chamo de vida, vivo aqui intensamente, pois a palavra nunca dita atravessa meu olhar. O amor que aqui dentro de mim emana faz com que eu atravesse o mundo, atravesse meu abismo e meu poço sem final, já que tudo é apenas amor e paixão, e eu vivo com propósitos diferentes dos queia eu vivia.

Sonho.



Meu Deus, meus pés agora voam
Minha'alma é triste
Tristeza de criança
Ei de adormecer
De tudo , outrora acontecer
Eis aí o fantasma
De um sonho
Sonhado em perder
Bebe do teu sangue
Estagnado perante o suspiro
Trazendo areia ao deserto
Dizendo-me cantigas
Para dormir, voando
Sob águas renascer
Estes olhos de criança
Que tece a alma - perdida - encontrada
Desesperada
Onde achas o caminho
Do fogo que queima
Esta letal vivência

Encontrei você.

O que faria, se sempre existisse essa grande mudança? Mas e se não houvesse? O que eu faria? Como eu seria? Sabe, as vezes não gosto muito de pensar, não gosto muito de onde eu chego. É simplismente novidade, sempre, sem saber a qual lugar eu possa imaginar chegar para viver. Eu vivo, e escrevo. Porém, todas as vezes que eu escrevo, eu não encontro o que eu realmente quero, mas talvez eu não queira, não sei. Estou confusa em relação a vida. Sei que , algum dia pode tudo mudar, mas para falar a verdade, eu não quero que nada mais mude, sinceramente. Eu não posso, e não estou disposta a aceitar outra grande mudança nesta vida, talvez em outra, se existir. Eu quero, para sempre, ficar com você, e quero para sempre ser feliz. Sei que sou feliz hoje com você, talvez o quante mude seja para sermos ainda mais felizes. Sabe, eu já senti tanto medo. Medo de não amar ninguém, ou medo de amar demais e não conseguir lidar com esse amor, ou talvez medo de amar mais que minha vida. Isso aconteceu, eu não pude controlar e você, talvez saiba disso. Mas, eu não sabia que esse medo não era nada se comparado ao medo de perder você. Perdendo você, eu perco a minha vida. Para te falar a verdade, eu não sabia o que era vida, nem o que era viver. Talvez eu vivesse para ainda, conseguir viver, no dia que chegasse. E chegou. Hoje eu sei o que significa a vida. Antes, o que era vida? Talvez, eu sempre vivesse feliz, mas agora, eu encontrei uma felicidade que eu nunca havia encontrado. Você.

Queridos!

Queridas senhoras! Vim por meio destas palavras avisar que, estou morrendo. Quando começar ou voltar a viver volto aqui. Vim sobretudo denunciar o que meus olhos já estão insistindo em mostrar. Também posso reclamar com os céus, quem sabe. Vim aqui, deixar bem claro que ainda estou morrendo, pouco a pouco. Quero mostrar o quanto meu coração começa a parar de bater, e essas batidas vão cortando minha carne e despedaçando cada pedaçinho do meu ser. O espelho está quebrado. Não existem mais reflexos, nem sangue. Este sangue de minhas veias escorre de meus dedos e a ignorância de meus olhos escondem a dor, escondem a irresponsabilidade de viver. Vim mostrar a vocês o quanto estou morrendo. Estão vendo? Ainda ouço risadas. Meus dedos estão tremendo e meu corpo caindo. Minha garganta gritando pedidos de socorro, porém, quanto mais grita, mais pedaços de vidros saem de dentro de mim e cortam, estrangulam e matam minha pulsação. Queridas senhoras! Em suma, vou dizendo as últimas palavras para regularizar os suspiros de agonia que por fim, se soltaram das gotas de ar que restaram.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Que saudade!



Você não pode imaginar o quanto meu coração ficou exaltado ao ouvir a tua voz. Ele está pulando, e minha respiração está alterada. Nunca imaginei ser capaz de sentir isso. O que é isso? Eu tenho certeza de que é amor. Eu preciso, eu PRECISO do teu abraço meu amor. Eu preciso do teu beijo, eu preciso do teu corpo. Meu amor, eu quero tanto poder te ver logo. Que lágrimas são essas? Pode me responder? São lágrimas de saudade. Que saudade! QUE SAUDADE! Como te dizer que eu estou sentindo isso? Não sei, eu não sei e não posso explicar. Meu amor, volta logo para meus braços, volta logo para mim! Meu amor. Meu amor. Volta logo e me beije, faça de mim novamente tua de corpo e de alma. Quero poder novamente sentir o teu perfume. É estranho, completamente estranho o que estou sentindo. Que saudade arrepiante. A tua voz está me fazendo viajar. Volta logo para mim.

Meu amor é teu.

                  Meu amor é puro
                  Puro como o amor de uma criança
                  É sublime, é verdade
                  É bonito, é teu.

                  Meu amor é meta
                  É compreensão
                  É carência
                  É meio, total da multidão

                  Meu amor é tua casa
                  Teus braços, teu consolo
                  A tua morada
                  Teu atual conforto

Não aguento sem você.

                  Não quero mais saudade
                  Quero teu corpo
                  Com meu corpo
                  Arrepiando minha carne

                  Não aguento esta solidão
                  Preciso me entregar
                  Olhar em teu olhar
                  Respirar o teu ar

                  Não aguento não te ver
                  Necessito te beijar
                  Me recolher em teus braços
                  Nadar em teus lábios

                  Não aguento mais esta escuridão
                  Preciso da tua luz
                  Que me faz caminhar
                  Te amar

Sobreviva neste mundo. Sem medo!


Você já sentiu medo em decepcionar as pessoas que mais te amam? As que mais você ama? Talvez isso mexa com nosso interior, mexa com nossos sentimentos mais pavorosos. É estranho ter de conviver com a culpa de não ter sido o que sempre querem que você seja. Porém, só existe uma vida e essa vida é a que vivemos agora. Não tenha medo do inevitável, não tenha medo da vida paralela a dos demais e principalmente não tenha medo da felicidade. Tudo que é para ser, vai ser. Preciso viver, assim como você e assim como todos nós. Eu que tanto queria ser livre, hoje achei a melhor maneira de estar completamente presa. Cuidado! Esse medo do desconheçido, este medo da fraqueza ou da força escondida dentro de você pode fazer com que tudo acabe. Eu luto e sempre vou lutar, por saber que sempre terei comigo a maior força de todas para conseguir enfrentar o mundo. Eu, não escolhi quem amar e muito menos a maneira de amar, contudo, escolhi o caminho ao qual devo percorrer. Qual caminho você quer percorrer? Para você que tem medo de caminhar, cuidado com a mão que vai lhe levantar. Nesta vida toda que vivi, muitos braços falsos me puxaram do ruim e me levaram ao pior. Quero deixar claro que, hoje estou tão em paz comigo que é quase impossível destruirem essa imagem interior. Sobretudo, viva. Sem medo e com cuidado. E para você que sempre lê o que posto aqui, saiba que a vida é cheia de mistérios. Não tenha medo, pois com inteligência e fé, você chega aonde quer.

Eternidade?

Se eu pudesse descobrir o que eu sou, realmente seria mais fácil. Porém, seria difícil reconheçer saber quem eu realmente sou, que esse sou é mais pensado em nós. Hoje, não existe esse sou, foi completado pelo nós. Não existo mais sozinha nem me sinto sozinha. As palavras tomam conta da minha mente, e meu eu está recomposto e nasçe todos os dias. Agora sim, eu descobri o ciclo da vida. É uma pena que eu ainda não saiba quem posso me tornar, se bem que estou tão satisfeita com o que eu sou agora que para descobrir o que serei durará tempos, quem sabe vidas ou a eternidade. O que seria a eternidade? Antigamente, pensava que seria bom viver para sempre e conheçer novos mundos, ou novas pessoas. E agora? Se eu vivesse para sempre e tivesse que vivenciar o adeus? O Adeus é absolutamente mais duro do que a vida eterna. Não quero vida eterna, tenha certeza que você eu quero eternamente.

Este mundo.


Nossas vidas são moldadas pelos nossos pensamentos, muito mais que isso, são moldadas pela nossa capacidade de imaginar o tal feito e de fazê-lo acontecer. Quando nascemos somos outorgados por esse sistema de limitações, onde você é apenas um indivíduo em meio a sociedade e precisa, sobretudo, viver em um conceito imposto pelo preconceito, sem saber que o que pregam desde pequenos é o próprio preconceito. Quando viemos a este mundo e percebemos que vivemos em uma grande sociedade e ali nosso domínio cresce, sendo que é uma característica do próprio ser humano. Somos guiados pelas nossas vontades, pelos nossos sonhos e principalmente pelas nossas perplexas vontades de conviver em um dia a dia "normal". O que nos mantém aqui.Talvez o medo de viver uma vida diferente ou paralela a tudo que já foi imposto faz com que a verdadeira felicidade deixe de ser alcançada. Estimo que, se fossemos menos preconceituosos e se olhássemos com outros olhos cada vivência, seria tudo diferente. Em nossa mente há imagens, e precisamos ser o protagonista destas imagens, deste grande cenário de vida. O medo do novo - o próprio ego- onde podemos chegar para conseguir o que nos é imposto? Queria tanto poder mudar um pouco do mundo em que vivo, sei que não posso, ao menos começo por mim. Você deveria começar por você, não acha?

Há dias ...

Há dias em que o sol não pode brilhar, e as estrelas não podem penetrar. Há dias em que, meus pés não encontram a estrada, em que minhas mãos não encontram o sorriso nos meus lábios. Há dias em que eu não posso viver, em que não posso deixar meus olhos brilharem. Há dias em que eu não posso te ver, assim, meu mundo simplismente perde a cor e meu caminho não tem mais rumo. Há dias em que a saudade é mais forte do que meu corpo, e não posso evitar que caia. Não posso evitar que pare de viver toda vez em que não está aqui. Sei que amanhã vou poder caminhar de mãos dadas contigo, só assim posso sobreviver a qualquer naufrágio.

Só você²

Meu sangue esquentou enquanto minha garganta sangrava. Meus olhos escureceram e não podia olhar em teus olhos. Meu coração passou da raiva para a mágoa e meu corpo tremia. Estava apertado bem aqui dentro. Não podia acreditar. Ou podia? Não podia deixar mentiras invadirem o nosso amor. Foi como passar do céu para o inferno. Porém um inferno frio, onde o gelo da tempestade invadia o teu quarto... o nosso quarto. Agora eu aprendi que não importa mais nada, nada. Só você.

Aquela noite.

Foi uma noite onde eu parecia estar no inferno, mas os teus olhos faziam a neblina desaparecer. Foi impossível te ver e não te sentir, e ali diante de ti encontrei uma dor na qual nunca havia sentido. Porém senti, chorei. Encontrei uma escuridão tão forte que meu corpo já estava sem força e sem chão. Num momento só meu e seu, encontramos uma tempestade que fez nosso amor ficar inerte e sem vida. A cada vez que meus olhos apagavam e se abriam vendo você longe, meu coração parava e meu peito apertava tão forte que não ... eu não conseguia mover meu corpo. Depois que, teus braços voltaram a ser meus que consegui sentir o sabor do inesperado e o sabor do mais forte e puro amor. Teu beijo me trouxe de volta á vida e teu abraço me deu força. Só então voltei ao mundo, e renasci.

Vício

É um vício; Grande vicioso
De palavras escritas; apenas em olhar
De calores intensos; de frio ameno
Em cada taça que reviva
Em cada silêncio que penetre
Talvez esse silêncio acompanhe
Estas palavras nunca ditas
Diante de dois amantes
Nesta terra prometida

sábado, 16 de outubro de 2010

Saudade

Bom, estou sem internt, tenho que postar TANTA coisa. Não só aqui, mas como nos outros Blogs também. Prometo que assim que estiver, volto a postar.
Meu amor, estou com tanta saudade de você. O tempo parece ter parado, e eu não consigo viver. Esses dias estão sendo insuportáveis sem poder ao menos ouvir a sua voz quente e doce. Sem ao menos poder sentir o teu corpo e teus lábios. Está difícil e a saudade vai aumentando ... aumentando. O que pelo menos me salva disso tudo é saber que daqui a alguns dias eu vou poder sentir você, sentir o teu amor e ver teu brilho. Desse brilho de onde eu tiro a luz para caminhar, teha certeza. Saiba que esses dias eu não consegui parar de pensar em você um minuto se quer, e meu coração está apertado esperando para você chegar. Vem meu amor ! Venha Logo! Não estou aguentando essa saudade de você. Preciso do teu abraço, do teu Bom Dia e Boa Noite. O que sã das minhas noites sem a tua voz e sem o teu beijo? Nada. NADA. Estou me sendindo morta, completamente morta.
Eu te amo muito minhavida, volta logo para mim.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Nômade ¬¬

Amanhã estou mudando, novamente. Pareço nômade, mas assim a vida vai mudando, sempre. Ficarei sem postar até colocarem internet lá. Não entro mais diariamente para postar aqui, mas assim que der, eu venho. Prometo postar assim que estiver com o acesso.
Obrigada (:

É como você.

É como o verão, como a primavera
É como o canto dos pássaros
É como o germinar das flores
É como o fogo
É como a luz
É tão intenso
É verdadeiro
É amor de verdade
É simplicidade
É lealdade
É cumplicidade
É como o sol
É como a lua
É como as estrelas
É como um sonho
É a minha realidade.

Minha Donzela (...)

                  Estava eu ali, de frente ao mar
                  Olhando a donzela, tentando se afogar
                  Dissestes-acrescentando-venha até mim
                  Em minhas mãos deixastes uma rosa
                  Tão vermelha como teus olhos
                  Por fim.
                                    Exaltando gentileza, parecia mais
                                    Um castelo em seus olhos
                                    Cintilando sobre as bordas
                                    Diante de um céu, azul turquesa
                                    A vida lhe apanhou, e como a águia
                                    Voou daqui.

                                            Descrente - O castelo - sozinho adormeceu
                                            Olhando a donzela emergir
                                            ÓH montes que se guardam!
                                            Atrás das noites espessas
                                            Na louca fantasia
                                            De um sonho imaginável.

                                                        Voa andorinha
                                                        Sob o céu estrelado
                                                        Ache a donzela
                                                        Gorgea a um lugar apropriado
                                                        Chorando - a bela donzela -
                                                        ao castelo retornou
                                                        Com os olhos brilhantes
                                                        De quem um dia se apossou.

Viver.

                     Não chores, linda menina
                     Encare a vida: Proponho a dizer
                     Lutas constantes - assim - tem de ser
                     Não permita, óh deus que me deixe
                     Esta grande beleza de mulher
                     Com os olhos cintilantes e pardos
                     De quem a vida não ache em qualquer
                     Lute!Tenho algo a lhe dizer
                     Esta vida é ingrata, precisas
                     Tentar vencer
                     Estes pássaros não são meus
                     Gorgeam sem parar
                     Esta beleza insensata
                     Se apossou de meu olhar
                     Corra para longe deste medo
                     Você precisa sobreviver
                     Lutar contra todo preconceito
                     Sonhar para sempre
                     Viver.

Sempre com você.

Deitei.Levantei.Banheiro.Pasta.Escova.Água.Chuveiro.Quarto.Roupa.Tênis.Celular.Ônibus. Você.Escola.Celular.Você.Aula.Recreio.Celular.Você.Saída.Celular.Você.Ônibus.Você.BeijoBeliscões.Sorrisos.Abraços.Ônibus.Celular.Você.Casa.Celular.Você.Banho.Comida.Cama.Celular.Você.Televisão.Celular.Você.Telefone.Você.Televisão.Você.Telefone.Você.Cama.Celular.você.Boa noite.Eu te amo. Até amanhã. Sono.Madrugada. Sonhos. Você. E assim, sempre com você.

Você comigo. Sempre!

Você disse, meu amor não fique assim
Sempre estarei com você
Na noite mais pavorosa
Perto das mais brilhantes estrelas que nadam no céu
Eu sorri e chorei.
Nada neste mundo é capaz de saber
O tamanho do meu amor por você
Nós somos alguém neste mundo
Nós somos a gota em meio ao mar
E o nosso amor a tempestade
Onde eu estou disposta a me afogar
Dentro das milhões de palavras ditas
Dentro dos silêncios que revigoram nosso olhar
Eu digo que a amo todos os dias
Seja na noite, na manhã
Ou mesmo diante da mais bela paisagem
Onde a lua beija o mar
Eu e você apenas e basta
Quando você segura a minha mão
Daí o universo inteiro
Cabe nos dedos que formam
O contorno da tua face
Que molham minha carne
E revivem os meus olhos
Sempre
Eternamente
Assim.

Benção.

Me vejo em você, me vejo em teus olhos
Pois tua alma é o reflexo da minha felicidade
E teus olhos o espelho da minha vida
Nas batidas das canções eu posso sentir
Meu coração bate incansavelmente por ti
E nas poesias?
Eu vou tentar te resgatar todas as vezes
Nas linhas tortas
Ou no silêncio que provoca minhas palavras
Meu coração pode vibrar
Meu sangue pode esquentar
E eu estarei aqui sempre
Te chamando a caminhar
Pois o destino caminha conosco
E nosso amor é abençoado
Pela natureza
Por deus.

Sou tua mulher (...)

Intensos desejos, você pode perceber, diante de qualquer momento que eu passe contigo. Vamos! O que nos espera ali a frente? Talvez a felicidade, talvez a dor. O que há ainda é que sempre estarei contigo, no sorriso ou nas lágrimas. Posso te dizer que eu te quero para sempre? Sim! Eu sei que eu posso, porque você já sabe de tudo isso. Eu não consigo mais ... Eu não consigo respirar sem você. Você é aquela que eu pedi todas as noites. Sempre, para o resto de minha vida. E vida eterna existe? Sempre quis ser eterna, mas agora eu não quero. Se eu fosse eterna sem você, seria pior do que a morte. Esta noite, neste amanhã que nos envolve, vou gritar ao mundo que eu amo você. Eu amo teu jeito, teu sorriso e teu sabor. Amo tua pose de menina, teu olhar sedutor. Amo a tua inteligência e a tua ingenuidade de menina perdida num mundo mal. Eu posso parar para pensar? Como se eu só penso em você? Não existe mais nada, só o meu mundo que girou ao contrário depois de te conheçer, e esta noite eu quero te ter. Como te tenho todos os dias. Te ter em meus braços, agarrada em mim. Minha menina, eu sou a tua mulher. Minha menina, eu sou a mulher que cuidará de ti com a vida, e te amará mais todos os dias.

Diante da vida

Sentei diante dos vales que imaginava serem encantados, diante da lua. Tentei então esperar o sol nascer para poder sentir o calor dos raios cortando a minha pele, despedançando a minha carne. Ou caneta, ou papel, e ali encontrei o destino diante das linhas que transbordavam diante de meus olhos. Parecia estar encontrando outro mundo, e percebendo outra realidade. Diante das nuvens e do que eu chamava de sonho, eu encontrei você. Parecia ter encontrado o céu, ou tudo o que pode ser comparado a ele. Eu não consigo mais parar. Não consigo mais respirar sem você. Diante de ti, preciso lhe dizer algumas coisas. Você é a esperança da minha alma e a confortável força para minha fraqueza. Olhando para ti , preciso dizer que só existe eu e você. Eu não consigo mais respirar sem você. Diante das mais belas canções de amor, o teu nome está escrito sublinarmente em minha mente, e em todas as letras que soam diante do ar. Eu escrevo, eu revivo, eu amo você com o passar dos dias.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Num sonho.


Meu Deus, meus pés agora voam
Minha'alma é triste
Tristeza de criança
Ei de adormecer
De tudo , outrora acontecer
Eis aí o fantasma
De um sonho
Sonhado em perder
Bebe do teu sangue
Estagnado perante o suspiro
Trazendo areia ao deserto
Dizendo-me cantigas
Para dormir, voando
Sob águas renascer
Estes olhos de criança
Que tece a alma - perdida - encontrada
Desesperada
Onde achas o caminho
Do fogo que queima
Esta letal vivência